Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para busca 3 Ir para rodapé 4 Acessibilidade 5 Alto contraste 6

---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?


Margaridas espalhadas por Apiúna simbolizam o combate ao abuso e exploração sexual infanto-juveni

Publicado em 17/05/2022 às 07:32 - Atualizado em 17/05/2022 às 07:32

No mês de maio os moradores de Apiúna se depararam com margaridas espalhadas em diversos estabelecimentos comerciais do município. O fato despertou a curiosidade das pessoas. A flor é o símbolo da Campanha de Combate ao Abuso e Exploração Sexual Infanto-juvenil, celebrada no dia 18 de maio, conforme Lei Federal nº 9970/00. A cor amarela representa a lembrança dos desenhos da 1ª infância, além de associar a fragilidade de uma flor com a de uma criança. A data foi instituída com base no “Crime Araceli”, ocorrido em 18 de maio de 1973, em Vitória/ES. Na ocasião, a menina Araceli, de 08 anos foi raptada, drogada, violentada, morta e carbonizada por jovens da classe média da cidade, que nunca foram punidos.

A Campanha realizada pelo CMDCA (Conselho Municipal de Direitos da Criança e Adolescente) de Apiúna teve objetivo de chamar a atenção da sociedade para uma questão urgente: a proteção das crianças e adolescentes.

Não podemos nem devemos fechar os olhos para um crime tão frequente na atualidade, cujas consequências são devastadoras na vida de suas vítimas. Simular que não vê, que não sabe, não significa que o abuso e a exploração sexual não existe, longe disto, significa que somos omissos e a omissão colabora para que esse tipo de violência se torne cada vez mais comum.

Contudo, para proteger nossas crianças é imprescindível o envolvimento de toda a sociedade. O CMDCA agradece a todos os estabelecimentos que aceitaram participar e espera a união de forças para muitas outras.

Você pode denunciar através dos seguintes órgãos:
Disque 100
Conselho Tutelar 47 3353 1603
CRAS 47 3306 2151
Delegacia 47 3353 1190

Faça bonito você também, denuncie!